quarta-feira, 25 de março de 2009

Carnaval de Vilarandelo

Cartaz do desfile


Ti Maria da Peida
"É uma velha maluca, que sabe cantar, pertence à família Peido. O seu marido é o Zé dos Peidos, acompanhada sempre pelas suas filhas Peidinha e Peidona."
Sem comentários!



Gostei do carnaval de Vilarandelo, concelho de Valpaços, quando o descobri há dois anos por mero acaso. Nessa altura encantou-me a ruralidade transmontana com sabor tropical. Clicar aqui para ver.



Desta vez não gostei, a começar pela cobrança de taxa para entrar na aldeia, uma desagradável surpresa! Concentrados num largo e com as saídas fechadas, parecia que estávamos num curro!

Bem sei que a organização promotora do desfile precisa cobrir os custos mas a cobrança, feita sem bilhetes, para assistir ao desfile carnavalesco e para ver a tourada não me caiu bem.

Esquentou? Mas em Vilaranelo não há sambódromo e o frio não é mole, não!










Porque está tão triste pantomineira? A Lulu pô-la a trabalhar?





Zé Pereira, sempre a dar-lhe!


Não dá vontade de rir!

Será que o Carnaval de Vilardandelo não se está a transformar numa marcha fúnebre de alunos e professores a cumprir calendarização de objectivos individuais?




Forcados amadores Taverna Velha, de Vilarandelo. Grupo bastante numeroso, vestido de branco e vermelho, como o Pai Natal.




Há sempre que goste de ir para o poleiro, neste caso, o portal do cemitério.











Eiii, vaaaca!





Valentes forcados!




Mais dois empoleirados.





Fim de festa.





Sempre às voltinhas ...

3 comentários:

aa disse...

Gostei do bom humor do texto que acompanha estas fotos do carnaval de Vilarandelo... Mas nesse carnaval há de tudo... desde forcados a 'empoleirados'...:)))
Cumprimentos,

AA

Anónimo disse...

Vilarandelo não é uma aldeia mas sim uma vila!

Paulo Pascoal disse...

Em Vilarandelo passamos à cerca de dois anos a cobrar entradas, é certo que não é a melhor das soluções, mas visto que a ajuda da autarquia não é muita e para não termos saldo negativo tivemos que optar por cobrar entradas. em todo o caso quem vier mascarado não paga nada. É uma forma de fazer com que o público participe não sendo mero espectador. abraço